/
/
Mais de 40 mil pessoas caminham movidas pelo amor e a solidariedade

Notícias da ASA

Mais de 40 mil pessoas caminham movidas pelo amor e a solidariedade

Caminhada da Fraternidade continua viva e ultrapassa os muros da Arquidiocese de Teresina
Uma multidão atendeu ao chamado do Amor para o exercício da solidariedade na 28ª Caminhada da Fraternidade. O maior evento caritativo do Piauí reuniu mais de 40 mil pessoas movidas pelo desejo de ajudar aqueles que mais precisam. Pelo segundo ano consecutivo realizado no final da tarde do sábado (10), a programação iniciou no adro da Igreja de São Benedito com a realização da Santa Missa presidida pelo arcebispo de Teresina, Dom Juarez Marques.
Em seguida, tomados de alegria, os caminheiros saíram pela Avenida Frei Serafim até o Parque Potycabana, localizado na Avenida Raul Lopes. Ao longo de todo percurso a caminhada foi animada pelo grupo piauiense Melhor de Três, formado pelos artistas João Cláudio Moreno, Soraia Castello Branco e Flávio Moura, que apresentaram um vasto repertório rico em músicas regionais.
Com o tema “O Amor chamou eu vou”, uma das novidades da 28ª edição foram as camisas em três cores com o intuito de incluir e fortalecer a pluralidade de pessoas que participam anualmente da caminhada. Uma multidão vestida de branco, rosa e verde, coloriu a festa.
Organizada ainda nos primeiros meses do ano por um grupo de voluntários motivados pelo padre Isaías Pereira, o ápice do momento foi motivo de alegria e de realização, conforme agradece o coordenador geral da Caminhada da Fraternidade “Agradeço de coração a cidade de Teresina e ao estado do Piauí por mais uma vez fazerem a diferença e abraçarem a Caminhada da Fraternidade. Foi bonito ver tantas pessoas respondendo ao chamado do Amor. Como disse nosso arcebispo Dom Juarez: enquanto existir uma pessoa necessitada, nossa Caminhada, não pode parar”, ressalta padre Isaías.
O Amor promovido neste sábado não fica só nas ruas, mas ecoa o ano todo de diversas maneiras. A Caminhada da Fraternidade beneficia os nove serviços da Ação Social Arquidiocesana (ASA), que acolhe e presta atendimento especializado aos enfermos, idosos, crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade ou atingidas por diferentes formas de violência.
Dom Juarez Marques, que participa da Caminhada pela primeira vez à frente da Igreja Particular de Teresina, afirma que o amor de Cristo impulsiona a comunidade a fazer o bem. “Eu já havia participado de outras edições como padre, mas agora enquanto arcebispo a gente sente o peso da responsabilidade da missão e nos leva a sentirmos confirmados na missão que Deus nos deu”, destacou o arcebispo.
Padre Tony Batista, vigário geral da Arquidiocese de Teresina e diretor executivo da ASA, externa sua felicidade por mais uma edição do evento. Segundo ele, é muito satisfatório realizar um evento onde a população teresinense responde e sai as ruas proclamando o amor. “Teresina é uma cidade que partilha e respeita o pequeno, e a Caminhada da Fraternidade é patrimônio do povo e já extrapola os muros da Arquidiocese de Teresina”, explicou.
Evento faz parte da vida dos piauienses
Há 28 anos, a Caminhada da Fraternidade reúne pessoas de diversas idades e segmentos sociais que despertaram para o amor e o transformaram em ação.
Célio Barbosa, coordenador da Fazenda da Paz, relata que participa da Caminhada desde a sua primeira edição. Para ele, a ação social da Arquidiocese se transforma em gestos concretos, o cuidado com as crianças vítimas de violência, idosos, hansenianos, entre outros. “Quando eles nos inserem nessas ações através da Caminhada, nos permite não só conhecer mais de perto esse trabalho que é tão bonito ao mesmo tempo em que nos fortalece na fé e na oração”, pontua.
Francisco Reis conta com alegria que já é tradição em sua família participarem do evento. O metalúrgico externa que assim como tema convida os cristãos a praticarem atos de solidariedade movidos pelo amor, o momento também é de encontro entre as paróquias e comunidades de Teresina. “É um momento de profundo amor e de integração, fico muito feliz e grato por poder participar dessa ação”, finaliza.
Coroando a grande festa da fraternidade, a banda nacional católica Missionários Shalom realizou um grande show no Parque Potycabana, completando a alegria daqueles que se fizeram presentes. Para Keciane Lima, uma das vocalistas da banda, sua missão através da música é um dom divino. “Deus nos chama a retribuir esse dom, convidando as pessoas a participarem das celebrações, principalmente os jovens que é o nosso público alvo, já que por amor somos chamados e por amor também retribuímos”, diz a cantora.

Compartilhar:

NOTÍCIAS

Os recursos arrecadados beneficiam serviços de atenção a pessoas em situação de vulnerabilidade Com o tema “Acende a fogueira