/
/
Prefeitura de Teresina assina ordem de serviço as obras de ampliação do Lar de Santana da ASA

Prefeitura de Teresina assina ordem de serviço as obras de ampliação do Lar de Santana da ASA

Na manhã desta segunda-feira (03), a Ação Social Arquidiocesana marcou presença na solenidade de assinatura da ordem de serviço das obras dos novos espaços para o Serviço de Longa Permanência para Idosos “Lar de Santana”. O momento teve início às 10h no Salão Nobre da Prefeitura de Teresina e contou com a presença do Prefeito de Teresina, Dr. Pessoa, da secretária executiva da ASA, Carla Simone, além de deputados, representantes do Ministério Publico e de instituições da sociedade civil.

A obra possui um orçamento estimado em R$546.000,00 mil reais e deve incluir a realização dos seguintes serviços: correção das instalações elétricas, hidráulicas e sanitárias, serviços para a melhoria da acessibilidade; além da reforma de pisos, esquadrias incluindo portas e janelas, com o objetivo de aumentar o número de vagas para o acolhimento de idosos.

Carla Simone, explica que desde o ano de 2018 a ASA em parceria com a Promotoria para a Pessoa Idosa do Ministério Público Estadual e a Defensoria Pública do Piauí estão em contato com a Prefeitura Municipal de Teresina em busca da assinatura deste termo para dar continuidade às obras do Centro. “A ASA ano passado, realizou algumas melhorias no Lar de Santana. O combinado era que o poder público do município de Teresina desse continuidade as obras, e agora conseguimos assinar este termo que trará ainda mais melhorias para os idosos assistidos pelo projeto”, destacou.

A partir do momento que as obras forem finalizadas o Centro, que hoje atende 18 idosos, passará a abrigar 40. “Esperamos que até o fim do ano, nós possamos estar se mudando para o antigo Lar da Fraternidade que é o prédio que a ASA colocou a disposição da Prefeitura, para a execução das obras e acolhimento dos idosos”, completou a secretária executiva.

A promotora de justiça, Marlúcia Evaristo, externa que o MPPI fiscaliza periodicamente todas as instituições de longa permanência de Teresina, e nesse trabalho observou-se que o Lar de Santana apesar do funcionamento regular, possuía um espaço físico pequeno, por isso sentiu-se a necessidade da realização dessa reforma para abrigar mais idosos. “Nós temos um procedimento instaurado e entramos com todas as medidas necessárias para que o nosso município pudesse receber esta reforma. O nosso papel hoje é fiscalizar essa obra para que ela saia exatamente como tem que ser”, ressaltou.

O prazo de entrega da obra é de cinco meses a contar a data de assinatura da ordem de serviço.

Conheça o trabalho realizado no “Lar de Santana”

O Lar acolhe idosos em situação de vulnerabilidade social ou pessoal, especialmente aqueles os quais a família não pode mais acolher. O Ministério Público do Piauí (MPPI) faz o acompanhamento dessas pessoas para os CREAS, onde depois de uma avaliação são encaminhados para instituições de longa permanência como o Lar de Santana.

Lá os idosos são acolhidos e recebem assistência 24h por dia, com todo o cuidado necessário para uma melhor qualidade de vida. O local acolhe atualmente 18 idosos, e conta com o serviço de médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, terapeutas ocupacionais e cuidadores. Com a ampliação, o serviço terá capacidade para acolher 40 pessoas.

Compartilhar: